Ir para conteúdo

Viva la revolución digital!

Fotos:
|
Texto: RIOetc

[Arte: Jaque Sampin]

Daqui a uma semana, a presidente Dilma Rousseff fará sua primeira visita oficial a Cuba. Um assunto que não estará na pauta de seu encontro com Raúl Castro, mas deveria, é a situação de Yoani Sanchez, que mantém desde 2007 o blog Generación Y.

Ela quer vir ao Brasil para participar do lançamento do documentário “Conexão Cuba-Honduras”, de Dado Galvão, no dia 12 de fevereiro. No filme, sobre o jornalismo praticado nos dois países (e suas restrições), Yoani é uma das entrevistadas. Apesar do convite formal, a blogueira teve o pedido para sair da ilha negado mais de vinte vezes. Ela chama esse absurdo de “imobilidade insular”, e em outra ocasião comparou os cidadãos cubanos a crianças, que precisam de autorização dos pais para viajar. “Como eu não me comportei, não tenho esse direito”.

No vídeo que a gente publica aqui embaixo, Yoani se dirige à presidente Dilma, de forma “respeitosa e humilde”. Ela apela para o que as une: “Sei que ela sentiu na pele o que é a vulnerabilidade de poder entre um governo e um indivíduo, o que é o controle excessivo, a repressão”. Como se sabe, Dilma foi torturada pelo Estado brasileiro na época do regime militar.

Este não é um blog político, embora tudo o que a gente faça na vida seja também político. (Se o nosso retrato do Rio é ensolarado e feliz, isso se deve a uma decisão – política.)

A censura é repugnante. Proibir alguém de ir e vir é inadmissível.

Felizmente, nosso país já não vive nas trevas. É possível para qualquer pessoa ter um blog, onde poste o que lhe venha à cabeça, com toda a responsabilidade que isso traz junto.

É obrigação do Brasil, como liderança na região e cada vez mais força no cenário mundial, exigir de seus interlocutores o respeito à liberdade de expressão.

Yoani é um dos pilares da revolução digital. Sem armas, sem violência. Só com opinião. Viva la revolución!

A gente convida todo mundo a compartilhar a mensagem da Yoani por aí, pra que isso ajude a sensibilizar nossa presidente. E a arte aí de cima, feita pela nossa Jaque Sampin, você também pode usar como avatar no Facebook, pra multiplicar a idéia. O Dado Galvão sugere uma campanha com a cara da presidente – você pode baixar aqui.  Faça como preferir, mas apoie essa revolução!

Comentários