Ir para conteúdo

RIOetc entrevista Paula Multedo, da UA

Fotos:
|
Texto: RIOetc

aaa

 

Foto: Tiago Petrik

 

[Carolina Isabel Novaes]

 

Hoje inaugura a primeira  Urban Arts do Rio. Sucesso na internet, com lojas em São Paulo, Campinas, Teresina, Porto Alegre, Natal e Sorocaba, a galeria de arte, fundada em 2009 por André Diniz,  vai ocupar um pequeno espaço na Marquês de São Vicente, Gávea. E quem está à frente da empreitada carioca é Paula Multedo, jornalista, produtora de moda e, agora, curadora de arte.

– Minha mãe é artista plástica e, quando trabalhei com moda, percebi que gostava mais do lado artístico da moda – conta Paula, 29 anos. – Eu sempre curti a Urban Arts. Aí um dia mandei uma mensagem pelo site, naquele Fale Conosco, sabe? (risos), aquele que nunca ninguém responde? Mandei uma mensagem dizendo que estava interessada em abrir uma loja no Rio, e eles me responderam! Disseram que todo mundo que tinha proposto abrir aqui tinha dificuldade em achar ponto.

Bem, Paula achou o ponto em 15 dias (!) Deu sorte, claro. Na Gávea, bairro que já congrega respeitadíssimas galerias de arte. Entre a PUC e o BG. As good as it gets. O espaço vai ser dividido em duas partes: um para exposições de novos artistas, outro para os famosos pôsteres, canecas, camisetas etc.  O primeiro artista a expor é o João Paulo Batista, o J. Batista, recifense carioca (mora aqui há muitos anos) que pinta santos, orixás e outras figuras de fé: de São Francisco a Iemanjá, da Catrina mexicana a São Jorge.

– Eu conversei com uns cinco artistas, e escolhi o João, para “abençoar” a casa com seus santos – brinca Paula, que já foi namorado do Toz. – Na festa de inauguração vamos ter uma cenografia, feita pela Manoela Pádua, com altar, baiana fazendo acarajé, cigana lendo baralho, pocket show com repertório que inclui Jorge Ben… O convite é um Santo Antônio – adianta. – Pra criar a atmosfera.

Serão sete telas de João Paulo expostas na parede da galeria. A ideia é que um novo artista exponha a cada dois meses. Na parte de pôsteres, já conhecida dos fãs da Urban Arts, há trabalhos de 150 artistas – um dos hits é a Princesa Punk; outro é a Caveira, de João Paulo. Cada pôster tem 250 tiragens, e os preços são bem em conta – é possível pagar R$ 39 num pôster.

– As pessoas gostam de ver personagens, é uma predileção.

 

 

Comentários