Ir para conteúdo

Os crias da Praça Duó

Fotos: Felipe Haua
|
Texto: RIOetc

Além dos atletas que estão competindo no Oi STU Open 2018, as pistas construídas pela Rio Ramp Design ficarão de presente para os skatistas locais, que, assim como os arquitetos, são “crias” da Praça Duó. Camila Paulo, Vitor Souza e Vinicius Teixeira se conheceram na praça e vão desfrutar do presente para assistir ao campeonato, além de treinar para suas próximas oportunidades:

@camilapauloskt

Se para a Camila Paulo não existiam obstáculos que a tirassem do skate, agora, com a reforma da pista da Praça Duó para o Oi STU Open 2018, a união ficou ainda mais forte. A skatista local, que começou a dar rolé em Olinda, em Nilópolis, atravessa a cidade desde os 14 anos para se conectar com as pistas.

Quando está em cima do shape, seja competindo ou não, a missão da Camilinha, como é conhecida, é se sentir parte da comunidade. Além dos amigos, ela compartilha a paixão pelas rodinhas com a filha Luna, que praticamente deu os primeiros passos junto com as primeiras remadas. Agora, com a revitalização da Praça, a dupla ganhou um novo espaço para curtir em família, tanto no campeonato, até o dia 18 de novembro, quanto nos próximos rolés.

@vitorcolibri

“Nem precisa me chamar de Vitor, aqui eu sou o Colibri”. Combinado! Desde quando ganhou seu primeiro skate, aos 14 anos, o Colibri frequenta a Praça Duó todos os dias à tarde para brincar nas pistas: “No início, na verdade, nem tinha bowl. Era só um anfiteatro, todo mundo ia construindo, fazendo churrasquinho, pegava areia para construir os obstáculos… só tinha um problema: quando a gente fazia obstáculo de concreto, alguém tirava”.

A solução, então, veio quando a Rio Ramp Design revitalizou pela primeira vez a praça, que hoje passou por uma segunda reforma, e agora será palco do Oi STU Open 2018, até o dia 18 de novembro. Com as melhorias, além da oportunidade de assitir de perto atltas nacionais e internacionais, o skatista enxerga uma nova oportunidade para se profissionalizar e evoluir para as próximas competições. Uma dica: fiquem de olho, porque o garoto vai longe!

@marney_pp22

“Liberdade é ser vinte e dois”. É nessa frase que o Vinicius Teixeira, conhecido na Praça Duó como Marney, se inspira todos os dias ao colocar seu skate na pista. A gíria, que costuma representar “os malucos”, para ele é um grito de liberdade de expressão. Três anos depois que ganhou seu primeiro longboard– presente de uma ficante-, o skatista não se enxerga longe das rampas, e vê no esporte uma oportunidade de crescimento cultural: “quando você começa a pegar carisma, você quer se superar, desenvolver conhecimento e começa a enxergar valor em coisas simples como a amizade e a união”.

“Há dois anos, criamos um evento chamado Papo 22, com batalha de rima, roda cultural, skate… Começou de forma orgânica, a gente não imaginava, só queria trampar junto com o coletivo e fizemos a parada acontecer, tinham mais de 100 pessoas nos prestigiando. Esse movimento não aconteceria sem o skate”, explica o skatista, que entre uma manobra e outra, compõe rimas que fazem sucesso entre a comunidade local.

Comentários