Ir para conteúdo

O apê do Bernardo Senna

Fotos: Rodrigo Westin
|
Texto: RIOetc

O designer Bernardo Senna é carioca de São Cristóvão. Viveu no bairro imperial, depois partiu para a Ilha e, de lá, tornou-se cidadão da Tijuca. Ele acredita que essa geografia o influencia. “Eu andava sempre por galpões antigos, ruas abandonadas, então sempre tive interesse por essa coisa industrial e a transformação do tempo”, diz. Sua ligação com o desenho de produto também tem relação com essa cidade. Seu novo trabalho – peças para a Apê Design Store – será apresentado dia 9/5, quarta-feira, na loja do RIOetc (Largo dos Leões, 81C).

Como todo estudante de Design do fim do século passado, Bernardo desenhou muito para clientes imaginários antes de atuar profissionalmente. “O Rio tem muitos designers, mas poucos empregos para quem faz produto”, resume. Então teve “vivências institucionais” antes de passar a atuar com mais ênfase na área de produto, com objetos decorativos e luminárias, sobretudo. “Pude trabalhar  com todo perfil de empresa, de muito grandes a muito pequenas, e com todo tipo de material, atuando para vários públicos diferentes, com produtos caros e populares, artesanais ou em grande escala”, lembra.

A coleção desenvolvida para a Apê, diz Bernardo, o fez voltar às raízes. “Me deu liberdade de pensar os produtos como indivíduos, com valores próprios, estético e utilitário. Comecei a trabalhar com a ideia de que poderia utilizar as matérias-primas quase como se fossem dobraduras. Em essência, a ideia foi essa. São pequenos presentes, pequenos luxos, você pode ter uma coisa muito pequena em qualquer ambiente e aquilo vai atrair sua atenção. Eles têm essa qualidade”, conta.

Em sua própria casa, ele diz, a coisa funciona de forma parecida: “A gente tem muito essa coisa de usar o improviso, que foram experimentos ou tiveram sua função modificada. Um dia peguei uma panela e transformei em luminária, instintivamente.  A forma como você usa fica a seu critério, da mesma forma que acontece com os objetos da Apê”.

Comentários