Ir para conteúdo

Nath, a produtora

Fotos:
|
Texto: RIOetc

Fotos: Juliana Rocha

[Carolina Isabel Novaes]

Aos 12 minutos das 12 horas do dia 12 de 2012, Nath Nogueira canalizou as energias, mentalizou um pedido e voltou ao que estava fazendo antes: uma demonstração de muay thai:

– Quando eu era pequena, meu pai me alimentava de McDonald’s. Minha mãe queria que eu fizesse balé clássico, mas eu queria sapateado, jazz. Eu precisava de esporte na verdade.

Hoje Nath, 26 anos, luta na academia do Mestre Fofão, anda de skate, pega onda, pratica wakeboard. Na parede do seu quarto, um long john fica pendurado, como se fosse quadro (“Tô com pena de usar, ele é tão lindo! Uso o do meu irmão.”) – e o muay thai, ela começou porque viu uma luva rosa na Galeria River, achou maravilhosa e resolveu comprar. Quando era adolescente, parecia um moleque – dos 10 aos 15 anos morou em Muriaé, Minas Gerais, ela era “a esquisita da cidade”.

– Em Minas as meninas se arrumam muito. Eu não tinha grana, então pegava um moletom velho e cortava, fazia adaptações nas roupas. Eu me virava – lembra, ajeitando as trancinhas de náilon coloridas no cabelo, no gênero seapunk.

Foi vasculhando o armário que Nath desenvolveu sua habilidade para produção de moda. Começou como vendedora na Animale, foi pegando gosto, criou o blog A produção e, pronto, tornou-se produtora. Formada em design de interiores pela Veiga de Almeida, abandonou a profissão porque não gosta de administrar funcionários de obras. Mas trabalhar, ela trabalha desde cedo: aos 15 anos, já interpretava a Bela e a Branca de Neve em festas infantis nos fins de semana. É do tipo que corre atrás do que quer: quando ficou solteira um tempo, pensou “quem eu curto?”, lembrou do Douglas, o encontrou no 00, ele tava com uma menina… e ok, Nath foi lá e conquistou o rapaz.

– Fui a segunda da noite, mas peguei! Hahaha! – brinca.

Homem, para a nossa candidata a Carioca 2013, tem que ser “esquisitinho também”, o que significa “ser artista e pegar onda, ter até 1,80m, ser meio barbudinho, charmoso e sorridente”. Tá? De preferência que circule nos lugares em que circula: Baixo Gávea, as festas do Dudu Brasil e do Bruno Maia, o Samba Santa Clara, os botecos da vida. Ou a praia no Posto 12 – Nath cresceu em Copacabana e acabou de se mudar para a Barra, mas fica no Leblon seu pedaço de areia. Com  chapéu vermelho na cabeça e caipirinha de limão com maracujá do Hipódromo em mãos, Nath conta que é desapegada. O que é velho, joga fora. Budista, reza para o anjo da guarda todo dia. E o seu santo é forte, avisa logo.

Abaixo, nosso pinga-fogo com a produtora. E se quiser votar na Nath, curte este post aqui ou no Instagram do @rioetc.

Nome: Nathassia.

Mas me chamam só de… Nath.

Idade: 26 anos.

Faz o quê: Produtora de moda e blogueira.

Carioca de… de Copa a Barra.

Lugar da cidade de que se sente dono: Baixo Gávea.

Cidade do mundo em que também se sente em casa: Qualquer uma da Califórnia.

Música que mais combina com o Rio: Rio 40 graus!!!

Música que mais toca no seu iPod: The Doors (todas!)

Adoro… Estar entre amigos.

Devoro… Chocolates.

Me encharco de… Amor.

Li e recomendo: “A Carioca”.

Vi e recomendo: “Pecado original”, com a Angelina Jolie e o Antonio Banderas.

Ponto da praia: Posto 12 Leblon.

Esconderijo (antes dessa entrevista) secreto: Arpoador.

Time: Fluminense.

Escola de samba: Unidos da Tijuca.

Signo: Peixes.

Religião: Budista.

Instrumento musical: Percussão.

Prato preferido: Nirá, japonês.

Melhor vista do Rio: No The Maze.

Meio de transporte: Bike, nada mais saudável e prazeroso!

Sonho de consumo: Comprar um apartamento na Lagoa, altura de Ipanema.

Promessa pro ano-novo: Começar tudo de novo!

Meta para a vida: Sucesso profissional, saúde, amor, família, amigos, esporte e lazer!

Faço o estilo… Eclética! Não sou vítima da moda, gosto de inventar o que desejo.

Pro Rio ficar ainda melhor só falta… Terminar as obras do metrô.

Esporte preferido: Muitos… Balé, muay thai, ioga, sk8, surfe, bike, patins, corrida, wake e por aí vai…

Terapia: Rir é o melhor remédio.

Quem tem a cara do Rio? Matte Leão, biscoito Globo, loja Farm, Peu Mello.

Cor: Branco e preto (amo as duas iguais, como se fossem filhos dos mesmos pais).

Flor: Rosas brancas.

Maior dor: Saudade.

Época em que gostaria de ter vivido: na época de Audrey Hepburn.

Programa de TV: Atual? Já respondendo que sim… “Entre Tapas e Beijos”, morro de rir!!!

Site/blog em que mais navega: O meu, rs (até porque tenho que administra-lo todo dia), www.aproducao.com

Amar é… Doar-se por inteiro!

Dia ou noite? Os dois! O equilíbrio é o ponto!

Liso ou estampado? Sou da moda… amo o liso pela praticidade, mas sou apaixonada pelas “artes” das estampas.

Colorido ou P&B? Não sei responder, são minhas cores prediletas.O p&b traz elegância.

Conforto ou elegância? Os dois! Para mim varia muito, depende do dia e do meu humor, tem dias em que quero estar o mais confortável possível, e tem dias que o sapato dói, mas vale tudo pela elegância! ;)

Quem gostaria de ser por 24 horas? Um homem, de preferência gato, surfista, carioca, bem humorado, atencioso e que trabalhe com arte. É o tipo de cara que eu curto! Adoraria saber o que se passa na cabeça desse tipo.

 

 

 

 

Comentários