Ir para conteúdo

Na Miami, comédia também é coisa séria

Fotos: Tiago Petrik
|
Texto: RIOetc

Paulo Vinnicius é o tipo de professor que gosta de deixar seus alunos de pé. Não para ser reverenciado, é claro – isso não combinaria com a Miami Ad School. E sim porque sua disciplina no curso de Redação Publicitária da escola é de Stand Up. Paulo é publicitário, mas também ator – ele próprio teve aula com Fábio Porchat. “Na publicidade, o humor é uma ferramenta poderosa, chama a atenção do público. Mas a emoção é a ferramenta que faz realmente o cara embarcar”, explica.

O comediante acaba de ser escalado para uma estreia importante: faz parte do elenco de professores da próxima turma do Pocket Liderança Criativa, que começa em 7 de novembro, na escola de Botafogo. As inscrições estão abertas, e são voltadas para um público sênior, já com experiência na área criativa. Profissionais que desejam se desenvolver como líderes de equipes.

No curso regular de Redação, em que atua há seis anos, Paulo Vinnicius ajuda os alunos a se expressarem. “A minha intenção é fazer com que o cara tenha um preparo para se apresentar em qualquer circunstância”, diz. “O trabalho final do aluno é escrever um texto autoral de comédia, com cinco minutos de duração, e apresentar”, conta.  “Assim ele tem duas vivências muito relevantes para sua carreira. Primeiro, como redator: entrego um método para escreverem as piadas, que pode ser usado para escreverem títulos no futuro. O outro ponto é que se expor em qualquer apresentação – show de comédias, palestra, em qualquer reunião – é uma experiência que a maioria das pessoas não tem, porque se sente muito desconfortável. Isso ajuda com que faça de forma mais confortável no futuro”.

O professor, que gosta tanto de fazer os outros rir, confessa que se emociona a cada formatura que assiste. “Cem por cento dos alunos estão colocados no mercado, e 99% estão bem colocados. A Miami não pega leve com os alunos, e quando você vê o cara no final daquele processo, já empregado numa agência excelente, isso me emociona, ver esse esforço sendo recompensado”, diz.

A ideia é que tanto no curso de 2 anos como no Pocket de Liderança o aluno tenha a possibilidade de expor suas ideias de maneira clara. “Em 3 horas de aula, quero que tenham aquela sensação de desconforto e utilizem as ferramentas para que consigam sair dela e se comunicar com seus stakeholders – clientes, funcionários, parceiros. Ferramentas de neurolinguística, de controle de emoções, de autoconfiança, que tenham recursos para lidar com o dia a dia”, adianta Paulo Vinnicius.

Além dele, estão confirmados como professores do Pocket de Liderança Criativa Carlos Andre Eyer, Diretor de Criação da NBS Rio, Daniela Ribeiro, Diretora de Criação da Artplan Rio, Luciana Haguiara, Diretora de Criação Digital, da AlmapBBDO,Marcia Aguirre, Head of Strategy da R/GA São Paulo, Rafael Pitanguy, Vice-Presidente de Criação da Y&R, Renata Miziara, Gestora de RH da Rede Globo, Ricardo Weitsman, Diretor de Criação da WMccann e Suzy Fleury, Psicóloga, Coach e Palestrante.

Comentários