Ir para conteúdo

RIOetc Musical: uma seleção para torcer!

Fotos:
|
Texto: RIOetc

Imagem: reprodução

[Por Léo Gadelha/Pitada]

“A Taça do Mundo é nossa. Com brasileiro não há hem possa!” A Seleção Canarinho mostrou na Suécia o que era o futebol-arte, encantando até os adversários e de quebra revelando um novo Rei ao mundo. Pelas bandas de cá, tudo era festa e havia pelo menos uma música para o povão sambar, certo? É… Foi em 1958 que o Brasil conquistou seu primeiro título em Copa do Mundo e “dizem” que a música-tema do título foi gravada aos 44 do segundo tempo! Por efeito dos fantasmas da derrota para os uruguaios em pleno Maraca, na Copa de 50, de certo é que não há paradeiro de alguma música composta para a Copa de 54, deixando um amargo vazio no nosso cancioneiro futebolístico.

“A Taça do Mundo é nossa”, o hino de autoria dos publicitários Wagner Maugeri, Lauro Muller, Maugeri Sobrinho e Victor Dagô, foi gravada antes do término da Copa de 58 pelo grupo Coral do Caneco e tocou nas rádios país afora até furar os vinis, do dia de São Pedro até a seleção pisar em solo nacional com a o tão cobiçado caneco nas mãos. A música continuou fazendo sucesso nos carnavais e, com o bicampeonato conquistado na Copa de 62 no Chile, passou a fazer parte definitivamente dos dias de jogos de cada Copa do Mundo que se seguiu – e você já deve estar ouvindo-a, e muito, por aí. Aqui vão mais algumas para você esquentar os tamborins – e abafar as uníssonas vuvuzelas! – na torcida pelo hexa do Brasil nessa Copa na África:

1) “Flamengo”, de Bonfiglio de Oliveira – Um chorinho de 1912 e uma das primeiras músicas inspiradas em futebol no Brasil para celebrar a entrada do Clube de Regatas do Flamengo no campeonato de futebol do Rio de Janeiro.

2) “Um a um”, de Jackson do Pandeiro – Em 1954, Jackson exalta o futebol ofensivo da época em que “um empate pra mim é derrota”, em música que foi regravada pelos Paralamas do Sucesso na década de 90. 

3) “Na cadência do samba / Que bonito é”, de Luís Bandeira – Essa música de 1958, que exalta a mulata e a gafieira, virou sinônimo de futebol como trilha sonora do saudoso cine-jornal Canal 100. 

4) “Aqui é o país do futebol”, de Elis Regina – A música de Milton e Fernando Brant, composta para o filme “Tostão, a Fera de Ouro”, ganhou a voz da musa Elis Regina, entoando que o Brasil fica vazio nas tardes de domingo para acompanhar o futebol.

5) “Fio Maravilha”, de Jorge Ben – Música de 1972 inspirada no folclórico João Batista de Sales e que era cantada em plenos pulmões no Maraca pela torcida rubro-negra.

6) “Povo feliz / Voa canarinho”, de Memeco e Nono – Samba que virou símbolo da seleção de 82 após o craque Júnior gravá-la em um álbum às vésperas daquela Copa.

7) “O Futebol”, de Chico Buarque – O craque da MPB e peladeiro inveterado homenageia os ídolos da sua infância que assistia jogar no Maraca e no  Pacaembu.

8) “É uma partida de futebol”, do Skank – Essa pérola de 1996 dos mineiros-peladeiros é trilha sonora de jogos de futebol em todo o Brasil. Afinal, quem não sonhou em ser um jogador de futebol?

Comentários