Ir para conteúdo

RIOetc Musical – Para ouvir ao ar livre

Fotos:
|
Texto: RIOetc
[por Galalau/Pitada]


O calor vai chegando e os termômetros anunciam a chegada da estação que tem a cara, o corpo e o jeito descontraído do carioca: o verão! E é no Rio que a estação da luz e do sol, dos corpos suados e praias lotadas encontra sua plenitude, trazendo com ela os principais e mais festivos eventos da cidade. Pra cair na night, como bom carioca, nada melhor que um programinha ao ar livre. Este é o principal combustível do Vale Open Air, que começou esta semana no Jockey Club, na Gávea, e segue até meados de dezembro com a química perfeita que mistura cinema ao ar livre, shows e as melhores festas da cidade. E a Pitada é uma delas! Então, aqui, vamos apreciar os legítimos representantes musicais do estilo praiano de ser. Dá até pra sentir a maresia… Entre parênteses, as datas dos shows de cada um.


1) Monobloco (29/11) – “Rap do Cartão Postal”
Um dos pontos altos do carnaval carioca, o grupo carnavalesco Monobloco arrasta uma legião de fãs magnetizados pela combinação de instrumentos musicais originais das escolas de samba, como surdo, repique, caixas e agogô com contrabaixo, guitarra e as melodias de canções consagradas da MPB transformadas em versões pra lá de aditivadas. Com apenas dois discos lançados, Monobloco (2002) e Monobloco Ao Vivo (2006), o grupo fez nascer um estilo sonoro único que passeia por diversos ritmos como maracatu, ciranda e até pontos de umbanda em músicas como “Maracatu Embolado”, “Cirande em frente” e a excelente releitura de “Mosca na Sopa”, rock’n’roll imortalizado por Raul Seixas. “Rap do Cartão Postal” é um funk batidão gravado primeiramente pelo performático Boato – grupo do qual Pedro Luís, um dos fundadores do Monobloco, participou nos anos 90 – que homenageia a beleza das favelas cariocas com panorâmicas vistas da cidade de tirar o fôlego!


2) Lucas Santtana (01/12) – “Cira, Regina e Nana”
O baiano Lucas Santtana, bem acostumado à areia e ao sol cariocas, é o compositor de mão cheia e mente repleta de boas idéias expressas em discos como “Parada de Lucas”, “EletroBenDodô” e “3 Sessions in a Green House”. O ex-flautista de Gilberto Gil – os sopros do célebre “Unplugged” são dele – pegou guitarra, mpc e samplers para criar canções que espelham toda sua intimidade com novas tecnologias e instrumentos simples, como o bom e velho violão. E foi no formato voz e violão que Lucas mergulhou para gravar um dos mais comentados discos de 2009: “Sem Nostalgia”. Mas, aqui, a bossa nova e a viola interiorana não encontram saudades porque são orquestradas com insetos comandados por softwares, filtros, diferentes pedais e microfones em canções como “Recado para Pio Lobato”, “Amor em Jacumã” e a excelente “Cira, Regina e Nana”. “Sem Nostalgia” balança entre o delicado sopro ao pé do ouvido e o vento de tempestade de verão que chega pra refrescar o quente da música brasileira.
3) Mart’nália (03/12) – “Pé do Meu Samba”
Caetano Veloso caminhou da Feira de São Cristóvão ao Largo do Estácio, passando pela Penha e Copacabana, para não ter dúvidas de que, se a Bahia deu régua e compasso, o Rio de Janeiro deu toda a glória e o samba de Mart’nália para o coração do brasileiro. Dona de um carisma estonteante, a filha do mestre de Vila Isabel, Martinho da Vila, promete um dos mais contagiantes shows de todo o evento. Sucessos como “Cabide”, “Novos Tempos” e “Boto meu povo na Rua” vão sacudir desde o ruim da cabeça ao doente do pé. Não há quem resista à alegria de Mart’nália, que deve estender sua festa madrugada a dentro, fazendo jus ao nome do disco lançado em 2008 que apresenta composições de Mart’nália com Djavan, Arthur Maia e Moska. Celso Fonseca, um dos parceiros em “Sai Dessa”, dá voz ao sonho de Mart’Nália tirando até cerveja da bica! Ótima pedida pro verão carioca.
Se liga!
O RIOetc estará, como sempre, registrando tudinho o que vai rolar na noite da festa Pitada, dia 4 de dezembro, com a banda Paraphernália. Quer ir curtir com a gente? Vamos premiar os dois primeiros seguidores que responderem corretamente o ano em que o Paraphernália foi criado com um par de convites para cada!

Comentários