Ir para conteúdo

Quanto riso, quanta alegria!

Fotos:
|
Texto: RIOetc

Foto: Tiago Petrik

[DJ Gala/Pitada]

Olha o Carnaval, aí, gente! Ok, os blocos e escolas de samba ainda devem dar passagem primeiro ao Papai Noel e suas renas e aos fogos do réveillon. Mas no Rio de Janeiro não é novidade que o carnaval é o ano inteiro. E pensando na folia que tanto caracteriza a alegria e a descontração do que é ser ou vivenciar o espírito do folião desta cidade é que o supertime do RIOetc me encomendou uma seleção musical para deixar os dias mais leves e divertidos para quem folheia A Carioca.

E pra começar devagar vamos acompanhar o “Carnavalzinho (Meu Carnaval)” de Antonia Adnet, com muita poesia e melodia somente num banquinho e violão. “Copacabana” e seus personagens ímpares estão reunidos na marchinha de Marcelo Camelo que tece loas à rotina simples e familiar dos senhores do Bairro Peixoto, à brisa e ao mar. A brincadeira continua na bela leitura de um dos mais contagiantes ritmos brasileiros em “Frevintcho” que a reunião sulamericana da turma do Songoro Cosongo conseguiu agrupar num tema puramente instrumental.

O inigualável humor carioca está sintetizado na faixa de “Dia de Carnaval”, do duo Letuce que traduz sarcasticamente uma desilusão amorosa em plena folia. Fato comum e conhecido nos blocos e coretos carnavalescos da cidade. Mais “Frevo” na versão da baiana Márcia Castro em homenagem ao conterrâneo Tom Zé dono da canção que foi encartada no disco dele de 1972, Se o Caso é Chorar. Daí “Máscara Negra” na versão heavy-doce do Los Hermanos seguida da marchinha “O que todo mundo quer – Ninguém liga” belamente composta pelo paulista Romulo Fróes. Os clássicos “Yes, Nós Temos Bananas”, “Ta-Hi! (Pra Você Gostar De Mim)” e “O Samba Taí” respectivamente nas interpretações de Caetano Veloso, Marina de la Riva e Thalma de Freitas acompanhada da elegância de Wilson das Neves.

Na sequência, Tono e Céu+3 Na Massa fazem seu Carnaval em arranjos mais moderninhos para “Sem Falsas Esperanças” e “Frevo De Saudade”. E pra terminar, a folia dos carioquíssimos da Orquestra Imperial, Pedro Luís e A Parede e a novidade dos dias de festa em 2012: a reunião do A.B.R.A. (Rubinho Jacobina, Cibelle, Thalma de Freitas entre outros) que entrou no espírito das marchinhas clássicas em “Marcha da Preparação” exigindo fôlego e força pra aguentar os quatro dias de folia e mais blocos na quarta-feira que já deixou de ser de cinzas há anos.

Então já é hora de tirar as fantasias do armário, deixar respirando ao sol, porque A Carioca quer ver todo mundo carnavalizando. E assim, me despeço da coluna e do ano de 2012 pra fazer a minha folia particular desejando muita alegria para o ano-novo. Saúde!

 

 

 

Comentários