Ir para conteúdo

Noites de babydoll

Fotos:
|
Texto: Bruna Sussekind

_DSC3090 cópia_DSC3046 cópia_DSC3116 cópia _DSC3119 cópia

Fotos: Juliana Rocha

[Bruna Sussekind]

Lambada, guitarrada, carimbó. O Conjunto Noites do Norte toca tudo isso e mais outros remelexos brasileiros. A banda, que tem nome inspirado no álbum de Caetano Veloso, é conhecida por esse estilo mais fanfarrão de ser. Mig, na guitarra e voz, quis formar o conjunto com os amigos para colocar em prática uma pesquisa sobre esses gêneros musicais, estilos recorrentes na carreira do artista.

Eles vêm se apresentando muito ao vivo, seja em festas, no carnaval ou em shows. Agora, estão no processo de gravação do primeiro CD no estúdio do Maurício Calmon (baterista) e também no estúdio do Davi Melo (guitarrista) – que assumiu a mixagem. Além disso, mandaram duas músicas para o grande Buguinha Dub fazer remixes. O disco deve sair em julho e, por enquanto, algumas músicas já estão no Soundcloud.  “Pra gente esse calor do ao vivo tem sido muito importante, essa troca de calor literal”, diz Mig. “A própria ‘sincronia’ do grupo em relação à execução das músicas é importante. Por isso, gravamos o máximo de coisas que dava ao vivo no estúdio.”, completa, comentando sobre as diferenças entre o ao vivo e a gravação.

Inspirados no carnaval e na música de Robertinho de Recife e Caetano Veloso, eles criaram o Baile do BabyDoll de Nylon, festa com uma temática um pouco diferente. O refrão “Babydoll de Nylon combina com você” é realmente sugestivo, por isso, nessa festa, o traje oficial é o babydoll! A primeira edição, no Arco do Teles, foi um sucesso e teve, além do Noites do Norte, a presença do DJ Obim, que tá com eles desde o início do grupo. Além disso, a ambientação e cenário superproduzidos pela Vê Carvalho.

Agora, dia 13 de junho, vai rolar a segunda edição do baile, no Cordão do Bola Preta, onde eles farão a estréia de músicas inéditas do CD! O próximo passo do conjunto é levar o Baile do BabyDoll, que tem um espírito carnavalesco, para outras cidades. Falando em carnaval, o grupo também têm um bloco de guitarras e percussões.

Depois, no domingo do dia 14, o Conjunto vai participar do Festival Amanhecer Contra a Redução da Maioridade, na Praça XV. Aliás, a gente vai tá por lá também!

Comentários