Ir para conteúdo

Jungle estreia na selva carioca

Fotos:
|
Texto: RIOetc

[Inácio Martinelli]

Em sua estreia na selva carioca, na última quinta-feira, o Jungle fez um animado show, no Sacadura 154, para um público bem abaixo da lotação da casa. Parte de uma espécie em extinção, o grupo moderniza ritmos clássicos como funk e soul, tornando-os pop na medida certa, e quem decidiu prestigiar o projeto de J (Tom McFarland) e T (Josh Lloyd-Watson) não se arrependeu.

Com uma big band formada por duas backing vocals, bateria, percussão (tocada por um semibrasileiro), baixo/guitarra e os teclados, samples e bases eletrônicas de J e T, os ingleses fazem um show empolgante, acompanhados de um jogo de luzes simples, porém eficaz, que cria um clima diferente em cada canção.

A rápida apresentação começou com a ótima “Platoon”, primeiro single lançado pela dupla. A partir daí, seguiram-se todas as canções de seu primeiro e único álbum, o homônimo “Jungle”, com destaque para os hits “The Heat” e “Busy Earnin”. Além dessas, “Drops”, em versão estendida, e “Time”, que encerrou o show em grande estilo, também animaram a plateia.

O Jungle é um projeto dos produtores J e T, que se transforma em banda nas performances ao vivo, o que dá ainda mais peso às composições da dupla e resulta em um show dançante, que não chega a ser memorável, mas cumpre bem o seu objetivo. Após a apresentação, o carioca Nepal lançou um set com clássicos da soul, funk e disco music, que fez todo mundo esticar a noite na Sacadura Cabral.

O próximo show do Queremos!, que faz cinco anos em 2015, é o da dinamarquesa , dia 30, no mesmo Sacadura 154. Parabéns, Queremos, MØitos anos de vida!

_DSC4599 cópia

_DSC4700 cópia

_DSC4820 cópia

_DSC4628 cópia

_DSC4542 cópia_DSC4701 cópia _DSC4737 cópia _DSC4749 cópia _DSC4754 cópia _DSC4778 cópia_DSC4852 cópia _DSC4878 cópia

 

Fotos: Juliana Rocha

Comentários