Ir para conteúdo

Veia artística

Fotos:
|
Texto: RIOetc

0M4A7933 copy 0M4A7935 copy 0M4A7936 copy

Fotos: Victor Ronccally

@caralhosuzi

A Eduarda Freire estuda Design, mas já tá querendo mudar pra Belas Artes. Isso porque a veia artística dela pulsa de uma forma diferente. ” Eu acho que eu sou altamente influenciada por absolutamente tudo que eu absorvo através dos meus cinco sentidos (vivência) e da minha mente (natureza). Desde o vaso de plantas da minha varanda até a porra do pavilhão da Adriana Varejão em Inhotim. Um é tão relevante quanto o outro, ambos constroem o que eu sou e nenhum pode ser desvisto. Todas as mídias me interessam…” A gente conta então algumas das referências da Eduarda:

Nas artes plásticas: “ultimamente tenho namorado muito o Morandi.”

Na música: “três fases memoráveis que tive na vida foram quando conheci Can, Sun Kil Moon e música clássica.”

Na literatura: “Andre Gide, Hermann Hesse, Susan Sontag. Mas essas respostas são mais automáticas. Prefiro conversar sobre isso do que só responder.”

No cinema: “ainda tô embarcando nesse conhecimento. Não me sinto segura pra criticar nada até agora. Mas o Chaplin é um gênio e o Joaquim Phoenix, um mito.”

Comentários