Ir para conteúdo

Trá, trá, trá

Fotos:
|
Texto: RIOetc

@henriq.lps

“Nossa, isso é um croqui de moda, faz mais!”. Depois de ouvir as palavras de incentivo do pai, quando ainda nem sabia diferenciar pontas de grafite, Paulo Henrique decidiu traçar o caminho do Design de Moda, curso que estuda hoje, na PUC-Rio. Na universidade, ele desenvolve um projeto para incentivar a juventude negra a buscar diferentes expressões artísticas,  que por muitas vezes são negadas aos jovens da periferia: “Eu não me via totalmente inserido na sociedade porque faltava um background cultural. Agora, através das roupas eu tento passar ensinamentos sobre arte e cultura que eu não teria acesso se não fosse a faculdade”.

Para construir os próprios looks, o aspirante a designer busca referências nas grandiosidades de Alexander McQueen e a ousadia da bicha preta Linn da Quebrada. Elas é muito lacração, nenom?

 

 

Comentários