Ir para conteúdo

“Somos menos camarotizados”

Fotos:
|
Texto: RIOetc

Depois de quase 3 anos em São Paulo, Luiza Brasil está de volta ao Rio. Por lá, ela trabalhava ao lado da musa Costanza Pascolato. “Mas não abandonei a “papisa da moda” por completo! Além de projetos especiais da Costanza, que ao longo desse tempo todo eu chamo carinhosamente de “Style Masterclass”, eu tocarei alguns projetos pessoais, entre eles estudar cultura black a fundo e, finalmente, ter o meu espaço online que abordará bastante os conteúdos com essa temática. Para mim, não teria lugar mais inspirador para isso do que o Rio”, ela conta.

Pedimos que Luiza – também ex-RIOetcterete das antigas, e das mais queridas – listasse 3 coisas que São Paulo tem melhor que o Rio e 3 coisas que a Cidade Maravilhosa tem melhor que Sampa. Seguem aí as listas da Luiza:

Top 3 São Paulo:

1- Prestação de serviços impecável;

2- Uma vida noturna intensa para as “corujinhas”;

3 – É uma verdadeira “escola da vida” para os que desejam uma oportunidade de emprego. Recomendaria todo mundo a ter uma vivência de no mínimo 6 meses para ter esse aprendizado;

Top 3 do Rio:

1 – Sem dúvidas “cariocas do it better” quando o assunto é estilo: carregamos uma identidade danada na hora de nos vestirmos. Sem dúvidas, tem muito paulistano bem vestido na “selva de pedra”, mas muitos deles podem ser facilmente confundidos com um londrino, um novaiorquino ou um cidadão de alguma metrópole mundial. Nós, não: do punk ao “playboy”, o nosso DNA “balneário” revela criatividades e composições incríveis;

2- Programas vespertinos: tá rolando por aqui uma série de eventos no fim de tarde e “0800”, que em SP não é novidade, mas o grande diferencial do Rio é que temos uma bela praia e um pôr do sol maravilhoso, com direito a banho de mar no final. Isso muda tudo!;

3 – Outra coisa fascinante do Rio é mix de pessoas. A coisa da favela, asfalto e praia deixou a gente um pouco mais tolerante e mais aberto a entender as culturas locais e mais populares. Sem dúvidas, somos menos “camarotizados”, o que é ótimo!

Fotos: Tiago Petrik

Comentários