Ir para conteúdo

Resistência, música, moda e arte

Fotos: Felipe Haua
|
Texto: RIOetc

A Marcely Azevedo, de 22 anos foi clicada assim, toda linda, no show do Mano Brown com Jorge Ben Jor.Esse estilo todo tem motivo: com um pé na arte e outro na moda, a menina estudou numa escola de arte, fez curso de figurino e atualmente trabalha na Ahlma.cc. Sempre gostou muito de arte, por ter vindo de uma família de músicos. O avô, compositor de samba e o pai, percussionista, fizeram com que a menina se apaixonasse pelos bastidores de espetáculo.

O show dos músicos foi muito especial para ela, porque são artistas referência para negros e negras. Mano Brown, por exemplo é um artista muito importante para nossa geração porque os assuntos importantes e que precisam ser tratados. Estar ocupando uma casa de grande porte no Rio de Janeiro é um ato de resistência contra a intolerância.

Ainda falando em resistência, para ela o Dia da Consciência Negra, representa a luta dos antepassados afro-brasileiros por seus direitos. É o momento de refletir sobre a situação do negro no Brasil e as desigualdades raciais no país, que tanto precisa ainda avançar para todos tenham os mesmos direitos e oportunidades. É dia de afirmar a ancestralidade!

Comentários