Ir para conteúdo

Hayla, um amuleto

Fotos:
|
Texto: RIOetc

A Marcela Santiago é de BH, mas desde pequena vinha pro Rio e sonhava em morar aqui. Quando se formou Moda, se mudou para São Paulo para trabalhar. “Depois de dois anos lá senti a necessidade de encarar novos desafios. Sempre tive vontade de ter minha marca própria pela liberdade de expressão e criação”, conta Marcela, que realizou o sonho e veio morar no Rio.

A dúvida que restava era em qual seguimento ela iria mergulhar de cabeça. Depois de algumas pesquisas, apostou em uma marca de bolsas, a Hayla. “Com a oportunidade de abrir minha marca poderia trabalhar de forma mais autoral, com uma criação mais intuitiva, sem regras, sem tendências, enfim, queria algo novo”, explica Marcela.

A marca, lançada em 2014, já conta com 45 modelos de bolsas diferentes – são no máximo10 de cada um! “Vou desenhando e brincando com inúmeros tecidos e pedras naturais que tenho no ateliê que vou garimpando por ai. Realmente acredito na energia de cada pedra que é bordada em cada bolsa. Brinco que não são bolsas, são amuletos”, conta Marcela, que cria tudo sozinha.

O nome Ayla veio do nome da minha de Marcela – que ela ainda não tem, mas quando tiver. Acrescentou o H, de “handmade & heartmade”. “Esse é o conceito da marca. Tudo feito por mim, com muito amor e tudo manual.”

Fotos: Victor Ronccally

IMG_0199 cópia IMG_0210 cópia IMG_0215 cópia IMG_0222 cópia

Comentários