Ir para conteúdo

Eu quero é botar o meu bloco na rua

Fotos: Tiago Petrik
|
Texto: RIOetc

A quarta personagem a apresentar nossas tattoos em parceria com a Le Petit Pirate é a Paloma Borges. Aliás, ela já é uma querida das nossas lentes. Já apareceu por aqui diversas vezes e agora faz parte da nossa loja com a POCH.

Carnavalesca de alma e de outros carnavais, a criadora das pochetes mais bacanas do Rio também toca trombone. É integrante do Bloco Me Enterra na Quarta, e nos embalou nessas fotos ao som de “Vai, Malanda” – aliás, é só o que vai dar nesse carnaval! “A minha relação com o carnaval é muito à flor da pele, me emociona falar sobre o assunto. Eu vivo o ano inteiro esperando por isso e arranjei uma forma de trabalhar com isso, o que só aumenta o meu prazer com essa época do ano. Às vezes, estou em um momento de catarse em um bloco, olho em volta, e vejo tantas pochetes e pessoas usando a ideia que eu tive… é uma sensação que eu não sei nem explicar. Meu mundo para e eu fico com um sentimento de gratidão muito grande. É difícil colocar em palavras. Acho que o carnaval é um dos movimentos de maior liberdade da sociedade. São 5 dias que a gente tem pra ser feliz, ser quem a gente quiser. Podemos nos fantasiar do que a gente quiser, colocar todos os nossos eus pra fora. Parece que todo mundo se ama, é amigo, com um sorriso no rosto. Todo mundo gosta de ficar no aperto descendo as ladeiras de Santa Teresa ou das ruas do Centro. O objetivo de todos é o mesmo: ser feliz. A rua vira um espaço que a gente lembra que é público e que podemos fazer o que quiser – óbvio que com consciência. Tem um amigo que fala uma coisa que eu acho muito legal: “não tem como a gente sair do Rio no carnaval: é o momento que temos pra nos reapaixonar pelo Rio. É o momento de observar a cidade de uma forma geográfica diferente”.  A gente anda quilômetros e nem percebe! É muita magia, carnaval é muito especial”, conta. Maravilha é começar a época do ano mais animada com essa depoimento da Paloma, né? Então vem com a gente!

As tattoos estão à venda no site da Le Petit Pirate e também na nossa loja. As cartelas estão ao mesmo preço dos últimos dois anos: R$ 29 cada, ou R$ 52 as duas juntas. A propósito: as coleções de 2016 e 2017 também estão disponíveis!

Comentários