Ir para conteúdo

Diálogo aberto

Fotos:
|
Texto: Bruna Sussekind

_DSC7377 cópia _DSC7380 cópia

Marina Sereno está se formando agora em Psicologia e trabalhando com psicanálise e literatura. “Uma vez alguém me falou que a psicanálise é tipo um bicho que morde a gente. Eu acho essa ideia ótima! Acho que sempre tive essa coisa com a palavra, já curtia literatura antes, e aí com a psicanálise encontrei toda uma outra dimensão da fala”, ela comentou.

Encontramos com ela no Festival Amanhecer, contra a redução da maioridade penal, na Praça XV. Ela achou o evento lindo, um espaço de troca incrível, mas disse que sentiu falta de ouvir os jovens que sofrem diretamente com isso e queria promover um evento que fosse assim. “Acredito que se a gente quiser ouvir o que ta sendo dito já faz alguma diferença. Sair do nosso lugar de conforto, ter um diálogo mais aberto e entender que o olhar do outro é sempre outro, sempre novo.”

Fotos: Bruno Machado

Comentários