Ir para conteúdo

Na cabeceira: Declaração de Amor

Fotos:
|
Texto: RIOetc

[Gabriela Dore]

Poderia ser mais um livro infantil, mas é um livro sobre amor, simples, honesto e real. Declaração de amor, primeiro livro do selo infantil Galocha, da Editora Guarda-Chuva, fala sobre metáforas claras, de fácil assimilação, relações simples, ordinárias e lúdicas, dessas que você aprende na alfabetização.

Como mensurar um sentimento intangível e pouco tátil? Como explicar a lógica dos sentimentos para uma criança? O livro construído a partir de um poema de José Enrique Barreio e ilustrado por Jana Glatt demonstra amor em sua forma mais pura e ingênua. Uma declaração sincera para quem quer aprender a amar pela primeira vez… Ou pela décima quinta.

Afinal, se todas as cartas de amor são ridículas, porque não ser ridículo de forma transparente e inocente? Um livro de fácil compreensão, mas com todas as camadas e profundidades de um amor verdadeiro, daqueles que duram a eternidade de um sentimento. As ilustrações coloridas demonstram toda nossa obviedade quando o assunto é amor. As cores transparecem, o sorriso transborda, os olhos brilham, o amor não se contém. A linguagem é colorida, saturada; os desenhos, simples e chapados. Uma construção quase de corte e colagem, um verdadeiro playground para uma criança.

Uma declaração de amor em forma de objeto, em forma de poema, em forma de desenho e em cores. Mais uma declaração de amor diária pelas sutilezas e delicadezas de qualquer relação humana. Um livro para crianças de todas as idades, que amam porque amar é inerente ao ser humano, “como fruta gosta de dente”, “terra gosta de chuva”, “boca gosta de beijo” e “rato gosta de queijo”. Assim, sincero e imensurável.

Declaração de Amor
Galocha, Editora Guarda-Chuva, RS29,90.

Fotos: Bruno Machado

Comentários