Ir para conteúdo

Na cabeceira: Cabuloza Wild Life

Fotos:
|
Texto: RIOetc

[Francesca Leta]

A xilogravura é uma técnica em que se entalha uma figura na madeira com um instrumento afiado, a goiva, criando assim uma matriz. A partir desta é possível imprimir diversas versões da mesma imagem. A técnica, de provável origem chinesa, é utilizada por Pedro Sanchez na impressão da revista-pôster Cabuloza Wild Life.

Pedro, que é formado em gravura, começou suas aventuras em forma de lambe-lambe. “Saía pelas ruas colando os cartazes. A rua é um lugar acessível para a arte”, conta Pedro, que é professor de gravura na UFRJ. É curioso comentar a oposição das duas técnicas. O lambe-lambe é algo efêmero, que pode já não estar mais no dia seguinte. E a gravura é algo que exige tempo, dedicação e a matriz pode ser utilizada por anos.

A primeira edição da revista foi em outubro de 2013 e foi um somatório do desdobramento do trabalho de intervenções das ruas e de suas aulas. “Uma turma da ESDI veio para uma aula e os alunos produziram várias gravuras. Dobrei, montei um livrinho e pensei: que genial!”. O nome da revista foi emprestado de um grafite que ficava bem em cima de um de seus lambe-lambes.

O conteúdo da revista é um compilado de desenhos rascunhados em um caderninho com anotações cotidianas. “Tem de tudo. Desenhos animados que minha filha assiste, histórias em quadrinhos, arte, autorretrato…”, explica Pedro. Já foram seis edições da revista e a última foi impressa em um tamanho especial – é só passar na setinha para você ver. Toda edição, quando aberta, vira um pôster.

Pedro participa com a Cabuloza em feiras e adora o meio de publicações independentes. “Todos são muito abertos e te abraçam. Fogem dos meios tradicionais”, conta Pedro, que prefere não numerar suas gravuras. Há pouco tempo a revista ganhou um “Internacional standard serial number”, um identificador de publicações numeradas reconhecido internacionalmente.

Fazer a gravura na madeira exige experiência e dedicação – é preciso fazer tudo espelhado. Hoje, esse hábito já tá mais que naturalizado. Pra garantir sua edição, você pode entrar aqui e também passar nas próximas feiras de publicações independentes – fica de olho na nossa agenda!

Fotos: Juliana Rocha

_DSC0567 ok_DSC0528 ok _DSC0588 ok _DSC0620 ok _DSC0659 ok _DSC0669 ok

Comentários