Ir para conteúdo

Rivalzinho, aconchego na Cinelândia

Fotos:
|
Texto: RIOetc

_DSC7456-2 ok _DSC7414-2 ok _DSC7433-2 ok _DSC7443-2 ok

Fotos: Tiago Petrik

[Vivian Melchior]

Rua, ar livre, gente descontraída, clima agradável. Estas são só algumas das características que envolvem o ambiente do Rivalzinho, novo bar anexo ao tradicional Teatro Rival, na Cinelândia. E ainda tem a cozinha já conhecida das chefs Katia e Bianca Barbosa (mãe e filha), do clássico Aconchego Carioca. O novo espaço exala o bom humor das duas. Além do festejado bolinho de feijoada consagrado na Praça da Bandeira, o novo bar importou de sua matriz o caldinho de feijão, os pastéis, croquetes e outras gostosuras.

A ideia era que o bar fosse inaugurado junto com a reabertura do teatro (o que aconteceu no dia 30 de abril). Katia não hesitou em aceitar o convite da sócia, a atriz Leandra Leal, para ocupar o anexo. Em um dia de fevereiro – em pleno carnaval carioca – resolveram experimentar testar o Rivalzinho apenas para um bloco na rua, e o efeito foi tão positivo que todo o planejamento foi remanejado. Pra que esperar? Já não estava pronto? O Rivalzinho, portanto, estreou mais cedo, e desde então não para de brilhar.

“Quando a Leandra e o Ale Youssef [seu marido] me convidaram, eu obviamente não pestanejei, pela história do lugar. Qualquer pessoa que ame minimamente o Rio e entenda a importância do Teatro Rival para a cidade iria pirar nessa ideia”, conta Katia. Veio do próprio público, que não parou de aumentar desde a abertura, a ideia de colocar uma música no local. Katia e Bianca aceitaram a sugestão, e toda quinta e sexta, a partir das 19h, rola um DJ – Yuri Almeida e Marcelinho da Lua são dois dos nomes – na própria Rua Álvaro Alvim. Assim, o Rivalzinho é perfeito para o happy hour e também pra qualquer pré antes de uma saída pelo Centro – incluindo aí, obviamente, os shows que acontecem no Rival – de graça, todas as quartas, quintas e sextas. Passeio completo e democrático!

Katia e Bianca têm tido um esquema de trabalho pesado (não que isso seja uma queixa, ao contrário); desde que o Teatro Rival voltou à ativa, as tarefas dobraram: todos os dias o restaurante do teatro também oferece almoço, com cardápio das chefs. Diariamente, das 7hs às 24hs, elas metem a mão na massa para que o serviço seja de excelência. Vale o confere.

Comentários