Ir para conteúdo

Prana, um vegetariano para todos

Fotos:
|
Texto: RIOetc

_DSC0191 ok _DSC0194 ok _DSC0281 ok_DSC0209 ok _DSC0219 ok _DSC0235 ok _DSC0249 ok _DSC0253 ok _DSC0276 ok

 

[Francesca Leta]

 

Já comentei em outro texto aqui que acho o bairro do Cosme Velho apaixonante. Recentemente, quando descobri o restaurante Prana, tive certeza que é um caso de amor. Ele fica na Rua Ererê, número 11 – bem do lado do bondinho pro Cristo. É vegetariano, aconchegante e as pessoas que trabalham lá exalam felicidade – é difícil não se apaixonar.

Antes que os carnívoros de plantão desistam deste texto, alerto: você não vai passar fome. Como nos contou Guilherme, um dos sócios, o restaurante é pensado para agradar a todo mundo. “Pensamos em todos os pratos com carinho. Garantimos que você vai sair feliz e sem fome. Temos clientes assíduos que não são vegetarianos”, conta. Todo dia há duas opções de prato, em torno de 5 opções de suco, até duas de sobremesa  e algumas opções para o lanche – o difícil é escolher. Você pode checar o menu do dia seguinte aqui.

Tudo começou quando o chef carioca Marcos Freitas foi para o Sul cursar culinária e voltou de lá com as ideias borbulhando. Chamou mais dois amigos, Guilherme Baptista e Ammi Brandão, para mergulharem de cabeça. A proposta inicial era ser apenas um delivery, mas quando houve a oportunidade de abrir um espaço físico, mesmo que pequeno, os meninos não pensaram duas vezes.

Os amigos também acreditam em outros ideais que são diariamente implementados no Prana. Os talheres do delivery são compostáveis, todas as embalagens que entram no restaurante são encaminhadas para a reciclagem e eles priorizam os alimentos orgânicos comprados de pequenos produtores locais. Além disso, a 10 passos do restaurante fica a Horta Comunitária do Cosme Velho, e é de lá que eles tiram alguns temperos e fazem a compostagem.

Lá você é atendido com um sorriso no rosto, uma provinha de um suco do dia e toda atenção dos funcionários. O menu é escrito diariamente em um quadro de giz e você pode optar por uma mesa comum ou sentar na compartilhada. Garantimos que seu prato virá cheio de vida, cores e sabores.  Passa lá! De segunda a sexta: de 12h às 15h (almoço) e de 16h às 17h (lanche). Sábado: de 12h às 15h (só almoço). Domingo é dia de praia, amigos e ficar com a família! Eles não abrem.

Fotos: Juliana Rocha

Comentários