Ir para conteúdo

Have a Coffee

Fotos:
|
Texto: RIOetc

[Francesca Leta]

Quase todo mundo toma café pelo menos uma vez por dia, é a segunda bebida mais consumida do mundo – só fica atrás da água. Entra quase no automático: acordar, ligar a cafeteira, sentir o cheirinho e – aí sim – começar o dia. Mas você já parou pra pensar da onde vem o café? Como é selecionado e torrado? Sabia que passa, em média, por 68 mãos até chegar na sua casa? Pois bem, o Have a Coffee te faz pensar um pouquinho mais sobre isso.

O Have a Coffee fomenta a chamada Terceira Onda do café. “É uma nova tendência que percebeu que o consumidor está mais atento na hora de beber o tradicional cafezinho. Questões como: quem produz, qual é a origem e quais os cuidados do grão influenciam essa nova geração”, conta Marco Antonio Santos, um dos sócios da empresa. Sendo assim, eles compram os grãos de pequenos produtores do Brasil (já são quase 50), torram e embalam na sede no Espirito Santo e levam ao consumidor final. “O destaque é o produtor, sempre damos o feedback para que eles possam aperfeiçoar ainda mais sua produção”, explica Marco, enquanto mostra o nome dos produtores na embalagem de cada um dos cafés.

A empresa, que começou em 2014, tem o serviço de assinatura. “Fazemos uma curadoria todo mês e o cliente recebe um café diferente em casa. Pode ser moído ou não, depende do gosto de cada um. Nosso objetivo é tornar este ritual especial, mostrar ao consumidor que tem alguém pensando no café que ele vai tomar”, conta Marco, ao mesmo tempo em que passa um café torra clara que não precisa nem adoçar.

Agora eles conseguiram materializar a experiência e o contato com o consumidor. Fecharam uma parceria com a Reserva, e abriram dois bares dentro das lojas, um em São  Paulo, e outro aqui no shopping Rio Sul – aonde foram tiradas essas fotos aí de cima. Além disso, fizeram a safra especial chamada Pretinho Básico, que vem em duas versões: clara ou escura. Pode ser degustado como expresso, coado ou cappuccino – ou ainda levado para casa, em embalagens de 250g ou 500g de grão moído.

Não precisa ser entendido de café para perceber a diferença de um café especial – palavras de uma leiga no assunto. Se um terço do café do mundo é produzido no Brasil, merecemos um de qualidade todo dia de manhã, né? Se você se interessou, clica aqui para saber mais e entrar para o clube.

Fotos: Juliana Rocha
_DSC0038 copy_DSC0001 copy _DSC0019 copy _DSC0021 copy  _DSC0063 copy _DSC0088 copy _DSC0104 copy

 

 

 

Comentários