Ir para conteúdo

3 hambúrgueres para pedir em casa

Fotos: Reprodução
|
Texto: RIOetc

[Gabriel Boliclifer]

FELIZ DIA DO HAMBÚRGUER!!!! Dia desse bonitão que há anos me faz perder a linha no fim de semana. Faz um tempinho razoável que ele roda pelo prato da galera, inclusive. Da carne temperada e amaciada entre a sela e as costas do cavalo de um camarada mongol do século XIII, até o primo rico de cabelinho sempre impecável, blend 100% wagyu, foie gras e trufas negras. Gêngis Khan tem o título de maior conquistador da história, mas mal sabe ele que o acém que ele sentava em cima realizou uma proeza muito maior — conquistou o mundo inteiro sem matar UM transeunte sequer e o melhor, conquistou pela barriga. Difícil de achar quem não goste, tem pra absolutamente todos os gostos. Do vegano saudável à cachoeira de bacon pingando por todos os lados, do podrão ao estrelado michelin, do x-burger simples ao x-ratão que vem até macarrão dentro, da pilastra de 15cm de altura ao smash burger rebaixado saindo faísca.

Desde o boom das hamburguerias artesanais lá pelo ano longínquo de 2013 — quando a gente era feliz e não sabia — que a cidade fervilha de hambúrguer por todos os lados, lojas abrindo e fechando em todos os cantos, todas as combinações possíveis e imagináveis de pão, carne, queijo e adjacências. E a gente entende que é um trabalho árduo escolher entre as trocentas opções de hamburguerias dos aplicativos de delivery. Inclusive, em 2014 nós fizemos nosso top 10 de hambúrgueres do Rio – vale a pena conferir este clássico do jornalismo carioca, da lavra de Pedro Landim. Mas aqui estamos nós, 6 anos e uma pandemia depois — que ainda não acabou, continuem em casa. Eu poderia atualizar essa lista, ver quem fechou, quem mudou, quem continuou gostoso — quase uma reunião de formatura —, mas não acho muito justo na situação atual, até porque eu tenho na minha cabeça que pra eu fazer um ranking de alguma coisa, eu preciso experimentar TODAS as opções. E assim, entre nós aqui, eu super toparia, mas não vale o esporro que eu vou levar da minha artéria depois. Então eu decidi fazer o seguinte: recomendar pra vocês as 3 melhores hamburguerias (com opções vegetarianas e/ou veganas) que eu conheci nessa quarentena. Pode ser? Então vambora.

Ex-Touro

Eu já vinha ouvindo falar faz bastante tempo, mas nunca tinha me dado a chance de provar, acabava indo no que eu já conhecia. Mas meu amigo, eles deram a pata e eu já quis o boi inteiro. Sanduíche caprichado é com eles. Desde que descobri em novembro do ano passado, comi 5 opções já e quero zerar esse cardápio. Carne de primeira e combinações certeiras, não consigo decidir qual é o melhor: Ex-Frango, Gorgonkill ou Quartourão, todos por volta ali dos $33 aos $45.

Burgers Rio

Ouviu a chapa gritando? É smash burger. Burgers entrega o simples e delicioso. O cardápio é bem enxuto, você basicamente escolhe a altura do sanduíche. Pra honrar o nome de hambúrguer esmagado, prefiro os menores — pão, carne, queijo e no máximo mais um acompanhamento — pra não tirar a graça da brincadeira. Fui seco no Smash Salada e acertei. Suculento, saboroso e com saladinha pra enganar a nutri. A partir de $23, você leva o seu.

Sheesh!

O Sheesh! Chegou chegando e foi o mais recente que eu provei. Depois de uma verdadeira enxurrada de comentários no nosso Instagram — de deixar o chat da twitch no chinelo — eu finalmente provei pra ver se era só hype ou se realmente era tão bom assim. Não era cilada, era amor mesmo. Podendo trocar a carne por falafel – recomendo até pros carnívoros – em quase todas as opções, os vegetarianos podem se divertir. Veganos aguardem só mais um cadin que em junho sai o de vocês. Eu vou ficar com o Sheesh Trufado mesmo. Entre $25 e $36 tá tudo em casa.

Menção Honrosa: Lanchonete

Minha primeira resenha aqui no RIOetc foi sobre a Lanchonete e eu não queria repetir indicações, mas os hambúrgueres de lá ocupam um lugar especial no meu coração. Quem ainda não experimentou, vale demais!

Coincidência ou não, hoje é dia do hambúrguer E sexta-feira. Ou seja, o universo tá pedindo pra você comemorar do jeito certo — comendo hambúrguer. E poxa, você tem se esforçado tanto, tem trabalhado tanto, estudado tanto… você merece dar esse mimo pra você mesmo, eu deixo. Qualquer coisa fala pra nutri que é culpa do Boliclifer. Espero que a experiência de vocês comendo esses sandubas seja tão boa quanto a minha. Um beijo e um queijo.

Comentários