Ir para conteúdo

RIOetc entrevista Rio Ethical Fashion

Fotos: Felipe Haua/ Mural feito por @nicolau para o IED
|
Texto: RIOetc

Em meio a uma geração preocupada com a sustentabilidade, é comum que marcas de moda se perguntem: “qual deverá ser o nosso próximo modelo de negócios?”. Para auxiliar empresas a trilharem uma nova jornada, o Rio Ethical Fashion, evento relizado nos moldes de conferências como a Rio-92 e Rio+20, traz à cidade debates, parcerias e inspirações entre os dias 6 e 8 e junho. Durante a semana do meio ambiente, a iniciativa idealizada por Yamê Reis, com o apoio do Instituto C&A, Instituto-E, presidido por Oskar Metsavaht, consultoria de Lilly Clark e Carol Perlingiere, coloca Brasil na discussão a nível internacional e tem o objetivo de criar metas para que as marcas se insiram numa agenda sustentável.

“Falar de sustentabilidade é abrir um guarda-chuva muito amplo. Nesta etapa, a gente decidiu focar nas questões socioambientais e de gênero. A questão é, como um designer de moda pode incorporar estes valores no seu trabalho?”, explica Yamê. Segundo as organizadoras, ainda que não exista uma “nota máxima” em sustentabilidade e que cada empresa tenha suas prioridades internas, é preciso observar iniciativas de marcas como Osklen, Awytomars, Simple Organic, como referência, e a partir disso, criar um caminho a ser trilhado em comum pela indústria da moda, desde a produção ao produto na mão do consumidor. Afinal, a moda, que sempre foi uma indústria disruptiva, na virada dos anos 2000 passou a aderir ao modelo de fast fashion, e hoje configura uma das cinco cadeiras produtivas mais poluentes no mundo, sendo o Brasil um dos grandes contribuintes.

Na quinta-feira, dia 06, o IED Rio abre as portas para os educadores que desejam engajar seus alunos na questão sustentável. Já no terraço, o ativista Patrick Duffy, fundador do Global Fashion Exchange, promove um swap aberto ao público, no qual cada pessoa pode levar 5 peças para serem trocadas, e ainda medir o impacto deixado pelas roupas. Na sexta-feira, é dia de debater sobre a ética e transformações na indústria no Teatro Oi Casa Grande, com a presença de palestrantes como Simone Cipriani, Oskar Metsavaht, Dudu Bertholini, entre outros. As inscrições são feitas através deste link. No fim do dia, a programação continua na Livraria da Travessa do Shopping Leblon onde nomes como Marieke Eyskoot, André Carvalhal e Luana Genot comandam uma sessão de autógrafos em suas obras mais recentes que discutem sobre moda e sustentabilidade.

Por fim, no sábado, dia 8, o Rio Ethical Fashion volta ao IED para que os empreendedores e colaboradores construam, juntos, uma agenda dos pontos principais da sustentabilidade no Brasil. “Desde o começo, a gente entendeu que mais do que discutir, era preciso deixar um legado. Estamos focadas na ação, no como chegar lá“, conta Yamê. O evento é aberto ao público, mas as inscrições devem ser feitas no site do IED.

Comentários