Ir para conteúdo

Gabi, carioca do Chapéu Mangueira

Fotos:
|
Texto: RIOetc

Fotos: Tiago Petrik

[Carolina Isabel Novaes]

Ela faz cinema, ela faz cinema, ela é a tal. Gabriela Monteiro, 24 anos, na verdade, fez cinema – estudava na PUC, trabalhou na direção de arte de “5X Favela, agora por nós mesmos” (supervisionado por Cacá Diegues), no figurino de “Riscado”, de Gustavo Pizzi, e em “Sonhos roubados”, de Sandra Werneck. Aí resolveu mudar o curso para Pesquisa e Moda.

– Eu não quero ser cineasta, quero trabalhar com figurino – explica.

Nos pilotis da faculdade conheceu uma amiga, que a convidou a ser hostess do Londra, no Hotel Fasano – é um freela; Gabi, em determinadas festas, decide quem entra no bar, um dos mais exclusivos da cidade.

– Qual o critério? Só entra gente bonita. Depois de 3 anos lá, já sei  o que eles querem dizer com gente bonita.

Filha de uma assistente social e de um jornalista, Gabi mora com a mãe no Chapéu Mangueira. Frequenta a praia no Leme e percorre o Rio de bicicleta – é o seu esporte.  Bicicleta de passeio mesmo, com direito a flores na cestinha.  Já jogou vôlei, futebol, andou de skate, mas a nossa candidata a Carioca 2013 é mais da noite, do drinque no Doiz (“Aquele de garrafinha”), da Fosfobox, da festa New Laje. Também curte show ao ar livre; recentemente foi a Dubai com o namorado, Anderson, californiano do mercado financeiro que morava nos Emirados Árabes, e ficou chocada como tudo é indoor.

– É muito calor, fui no verão, passei um mês em Dubai. O termômetro marcava 50 graus, não dava para fazer nada ao ar livre – conta.

Também ficou impressionada com a distância entre ricos e pobres. E com o Ramadã: ela e o namorado foram durante o período religioso, tiveram que comer atrás de tapumes para não desrespeitar o povo local e tudo o mais. A experiência serviu para Gabi ver o quão carioca é.

– Eu sou muito do Rio. Agora meu namorado veio para cá, mas já disse que da minha casa não saio.

Muito menos às vésperas do carnaval. A moça já começou os serviços: vai a um “bloquinho que sai dia 4 de janeiro”, fantasiada ainda não sabe como, provavelmente com a saia de filó e o top de biquíni que usou no carnaval deste ano – “É uma fantasia fresquinha”. Na cabeça, o turbante, sua marca.

– Esse lance do turbante é assim, às vezes eu amarro uma canga mesmo. É bom que meu cabelo tem volume, segura bem.

A gente fotografou a Gabi  no Parque do Penhasco, só porque seu lugar preferido é no alto do Morro Dois Irmãos – uma caminhada de 40 minutos que, bem, nossa forma física dispensou. Foi mal, Gabi!  Abaixo, nosso pinga-fogo com ela. E se quiser votar na Gabi, curte este post aqui ou no Instagram do @rioetc.

Nome: Gabriela.
Mas me chamam só de… Gabi.
Idade: 24.
Faz o quê: Estudo Design de Moda na PUC-Rio; nas horas vagas sou hostess no Londra; invento moda desenhando joias de papel.
Carioca de… Morro do Chapéu Mangueira.
Lugar da cidade de que se sente dono: Leme.
Cidade do mundo em que também se sente em casa: Morro de São Paulo.
Música que mais combina com o Rio: “Mr. Funky samba”, Black Rio.

Música que mais toca no seu iPod: “Das Racist”, Fashion Party.

Adoro… Conhecer culturas completamente diferentes, como ir aos Emirados Árabes.

Devoro… Açaí.
Me encharco de… Bloqueador solar fator 40.
Li e recomendo: Tenho o péssimo hábito de não ler.
Vi e recomendo: “Riscado”.
Ponto da praia: Leme, em frente ao prédio azul.
Esconderijo (antes dessa entrevista) secreto: É difícil ficar despercebida com todo esse cabelo, mas na praia do Leme às 7h da manhã com cabelo preso é possível.
Time: FOGÃO do coração.
Escola de samba: Estação Primeira de Mangueira.
Signo: Câncer.
Religião: Não tenho, mas acredito na energia das pessoas.
Instrumento musical: Tamborim.
Prato preferido: Churrasco.
Melhor vista do Rio: Alto do Dois Irmãos.
Meio de transporte: Bicicleta.
Sonho de consumo: Fazer um intercâmbio de 1 ano em NY, e um closet ORGANIZADO!
Promessa pro ano novo: Ir dormir cedo, para acordar cedo e aproveitar as maravilhas das manhãs.
Meta para a vida: sucesso profissional.
Faço o estilo… Divagando o mequetrefismo fashion.
Pro Rio ficar ainda melhor só falta… Ter bicicletários públicos seguros pela cidade (sonho).
Esporte preferido: Atualmente meu esporte é pedalar para todos os lados da cidade.
Terapia: Dar uma volta de bike assim que amanhece o dia ou na madruga.
Quem tem a cara do Rio? O China que vende o Papito na PUC.
Cor: Colorido é melhor que uma cor só.
Flor: Girassol.
Maior dor: Até hoje não tive uma grande perda.
Época em que gostaria de ter vivido: Anos 50, tô num clima pin-up ultimamente…
Programa de TV: “Esquenta”.
Site/blog em que mais navega: Papelpop, Katylene.
Amar é… Saber respeitar os limites do próximo.
Dia ou noite? Noite.
Liso ou estampado? Estampado.
Colorido ou P&B? Colorido.
Conforto ou elegância? Para o dia conforto e para noite elegância SEMPRE.
Quem gostaria de ser por 24 horas? Não tenho vontade de ser outra pessoa.

 

Comentários