Ir para conteúdo

A arte das ruas em nova linguagem

Fotos:
|
Texto: RIOetc
Fotos de divulgação/SuperUber

[Rafael Doria]

“Santa Luzia, que és a protetora contra as doenças do olhos, agradecemos por nos livrar desses males, nos permitindo assistir à magnífica interferência artística feita recentemente em vossa casa. Amém.”

Após essa breve oração de agradecimento, começamos nossa coluna de hoje mostrando o que há de mais moderno na arte urbana atual: as projeções mapeadas, cada vez mais usadas mundo afora, chegam aqui para nós através do incrível trabalho da SUPERUBER sobre a fachada da Igreja de Santa Luzia, no Centro. Exatamente ali, de onde foi retirado o Morro do Castelo em 1920, e de onde as águas se afastaram devido ao aterro, aconteceu  essa incrível experiência sensorial, como que recompensando as perdas do passado (dá pra ver as várias imagens clicando na setinha lateral!).

As possibilidades nesse tipo de produção são inúmeras, e abre-se assim uma porta para o desenvolvimento da liguagem artística de rua (e respeitando-se o caráter efêmero da arte urbana). Tudo bem, há outros conceitos envolvidos, já que existe a necessidade de um equipamento específico, autorizações e alto investimento. Mas tudo isso é questão de tempo – porque até a latinha de spray ja foi tecnologia de ponta!

Torcemos para que muitos artista se apropriem de todas essas novas tecnologias e desenvolvam seu trabalhos, gerando conteúdo com personalidade e caroquice, para que possamos sempre estar divulgando os resultados aqui.

 

Este post é mais uma gentileza da Gafisa pra você.

 

Comentários