Ir para conteúdo

Reconquista: em busca de antigos amores

Fotos: Tiago Petrik
|
Texto: Tiago Petrik

Em 2008, o jornalista Kayo Iglesias iniciou uma pesquisa musical, inspirado pelo repertório que ouvia na casa de seus pais, nos anos 70. Buscava canções gringas que ganharam versões em português. Algumas delas encontrou na web, mas outras teve que fuçar na feirinha da Lavradio, porque tinham se perdido completamente na transição da memória fonográfica para o universo digital. “Comprei vários discos por R$ 3 e tirei as letras na mão”, diz. O resgate desse cancioneiro romântico – agora com arranjos de rock – é a tal “Reconquista” que batiza o grupo que ele criou a partir de 2010.

Embora o trajeto já seja longo, ele vem sendo esporádico. Agora, pela primeira vez o grupo fará uma temporada – que começa hoje e vai até dia 26/6, sempre às segundas-feiras – na Audio Rebel, celebrando o mês dos namorados. A formação atual da banda tem o próprio Kayo no vocal; Rodrigo Barba (Los Hermanos e Canastra) na bateria e percussão; Marcelo Cebukin (Céu na Terra, Pietá e Matheus VK) nos sopros, teclado etc; MP Godinho (Uisqueletos) nos baixos elétrico e acústico; Gianpaolo Lofiego (Desliga da Justiça e outros blocos) na guitarra e violão; Fernando Oliveira (Canastra, Monte Alegre Hot Jazz Band e Rats) no banjo, bandolim etc. “Temos cerca de 50 músicas ensaiadas, então o repertório vai variar bastante, cada set vai ser diferente. Quem quiser assistir a todos os quatro shows quase não verá repetições”, conta Kayo.

São todas canções românticas dos anos 50 a 70. As versões já existiam, mas os arranjos são totalmente novos.  “Tem música pra dar beijinho, pra dançar, pra fazer a cabeça. Tem de tudo, mas nenhuma delas toca mais no rádio”, explica o band leader. “Quando começamos, pensei que o público era a galera de 20 a 30 anos, que não conhecia essas músicas. Mas no decorrer dos shows, mostrando o trabalho, a coroada também se amarrou, rolou aquela nostalgia. Então é pra apresentar pra quem não conhece e lembrar pra quem tá com saudade”. São músicas originalmente gravadas por Orlando Silva, Antônio Marcos, Painel de Controle, Agnaldo Timóteo, Ronnie Von, Vanderlei Cardoso e Roberto Carlos, entre outros.

A ideia do Reconquista é aos poucos aumentar a agenda de shows, tocar em festas, casamentos e o que mais rolar. Principalmente a céu aberto. “Tentei tirar o rótulo de brega, que já está muito batido. Quis encaixar no conceito de seresta, de música de rua. Meu sonho é botar essa banda pra tocar na rua”.

 

Comentários