Ir para conteúdo

Marina e a transformação pela sétima arte

Fotos: Tiago Petrik
|
Texto: RIOetc

A Marina Loducca é mais uma personagem da série FIEVER City Diver Talks. Diretora de cinema e Filmmaker, a Marina se formou em moda no IED, mas depois de voltar de uma viagem pela Espanha, decidiu mudar de área. Ajudou uns amigos na produção de um filme e foi paixão à primeira vista. “As pessoas julgam muito as mudanças e eu sou uma pessoa que muda o tempo todo. De estilo, cabelo e não tem nada melhor do que crescer e aprender, o tempo todo”, conta. Dali em diante, trabalhou como assistente de direção em diversas produtoras até decidir por mais uma transformação: queria aprender a dirigir filmes. Foram 8 meses estudando direção de cinema na NYU e, como resultado, seu filme “Monday Soccer” em festivais como Nitehawk Shorts Festival, em NY, o Pride Pictures, na Alemanha e o Access Code Film Festival, na Índia.

“Gosto muito de cidade grande, voltar de NY foi um desafio e estar de novo em SP, uma adaptação. Sou muito da rua. Escolhi o café HM porque tenho muito essa cultura do café.” Inclusive, o que a Marina poderia fazer em casa, ela sempre preferiu sair pra fazer em cafés, na rua. “Estar vivendo, saindo, tendo história pra contar: tudo isso inspira muito o fazer cinema.” Aliás, um dos projetos futuros da diretora é inspiração pura! “Estou roteirizando os textos de uma amiga que está escrevendo a história de 10 mulheres. São histórias de relacionamentos, maternidade, e eu chorei a cada uma”, conta.

Pra quem tá sempre andando por aí, conforto é fundamental. Por isso a Marina vive de tênis. E a flatform das fotos? Assim como o cinema, foi paixão à primeira vista, mesmo diante de tantas opções da paixão antiga.

Comentários