Ir para conteúdo

Sem querer, é upcycling!

Fotos: Wendy Andrade
|
Texto: RIOetc

@juribsal

A Juliana Salvador, como ela mesma diz, é “pau para toda obra”, faz um pouquinho de tudo! É formada em Serviço Social na UFRJ, é vendedora na Farm e ainda dona da própria marca de brownies, a Dí Salvador. Difícil falar pouco dessa menina! Nos últimos dois anos dedicou-se aos estudos para terminar o curso, e no trabalho de conclusão, pesquisou sobre a função das universidades nos estudos sobre drogas e segurança pública no Rio de Janeiro.

Enquanto isso, a marca de brownies, que começou na escola junto com as amigas, fazia o maior sucesso! Foi uma propaganda aqui, um murmurinho ali… e a marca bombou! A Dí Salvador deu até entrevista! Pra encontrar essa delicia é só ir à Feira do Lavradio ou encomendar pelo Instagram @browniesdisalvador.

Sem ter acesso à “alta moda” ela costumava fazer as próprias roupas a partir do que tinha em casa ou ganhava de presente. Fazia vestido longo de saia, cortava blusa, amarrava lenço, usava as roupas da mãe e da avó… até o pai entrava na brincadeira! Quando queria uma peça nova, era ele quem costurava! Para ela, o conforto e a praticidade vêm em primeiro lugar. Viu? As vezes é assim, fazendo só por fazer, mexendo um pouco ali um pouco aqui… Sem querer, é upcycling!

Nesse ano, a Ju termina o pré-projeto de mestrado, e apesar das dificuldades que enfrentam os pesquisadores, ela aposta num futuro melhor: “acredito na potência, princípios e valores que aprendi enquanto profissional. As perspectivas que fui apresentada em campo de pesquisa, por exemplo, a redução de danos junto aos profissionais das crackolândias em São Paulo, enfim…”  Em outras palavras, é preciso resistir e acreditar.

Comentários