Ir para conteúdo

Pode me chamar de feminista

Fotos: Wendy Andrade
|
Texto: RIOetc

Esbarramos com a Raquel Ribeiro linda e junina em Paquetá. Ela trabalha no CECIP (Centro de Criação de Imagem Popular), uma ONG sem fins lucrativos que se dedica à educação, comunicação e cidadania. Seu trabalho envolve ouvir as crianças – o que querem para a cidade – e articular posteriormente com o poder público. Além disso, a Raquel também faz parte do Feminicidade (de quem já fizemos matéria, lembra?). “Apesar de amar o meu trabalho e ser muito grata de estar no CECIP, o movimento feminista tem transformado a minha vida. Nele eu me inspiro quando estou rodeada de mulheres incríveis e me fortaleço pra continuar na luta pelos direitos das mulheres”, conta.

Ah, aproveita e anotaí o próximo evento do Feminicidade: dia 22 acontece o Dia da Mulher Negra Latina Americana Caribenha, no Parque das Missões em Caxias. A programação tá toda no evento.

Ps: sobre o título, dá uma olhada na Raquel e no seu depoimento aqui :)

Comentários