Ir para conteúdo

Para questionar a moda

Fotos:
|
Texto: RIOetc

@nathaliarivinoth

A Nathália Rivinoth trabalha no marketing da Bazis. E como uma boa criadora que é, vem pensando diferente as questões da moda: “a ideia é tentar parar de enaltecer uma estética normativa da moda”, conta. A última coleção da Bazis que ajudou a produzir, chamada Essentiá, foi pensada – e criada – por todas as mulheres da empresa. Falou sobre liberdade, principalmente ao que diz respeito à mulher na sociedade, a representação do belo e as imposições sociais. “O mais interessante foi que o tema sobre a mulher e as nuances sobre liberdade e essência vieram sozinhos, sem nenhum direcionamento. O que mostra que a discussão e os questionamentos sobre a indústria da moda estão pulsando em todas nós.”

Comentários