Ir para conteúdo

Manudes

Fotos: Wendy Andrade
|
Texto: RIOetc

@manuportoam

A jornalista Manu Porto – ex-RIOetceterete, aliás! – hoje apresenta mais um pouco na nossa nova coleção de #tattoos temporárias e atóxicas criadas com a Le petit pirate. Ela acredita que nesta época “o Rio vibra todas as melhores coisas que a cidade oferece, desde o pertencimento até a ocupação da cidade”. E, claro, a liberdade dos corpos. “É um momento em que a cidade pára e começa a funcionar em outra lógica, os blocos são não oficiais, mas fluem tranquilamente, as pessoas também vibram a melhor das energias, a alegria, a empatia. Eu acho muito lindo! Pra mim o carnaval é um grande manifesto e também uma demonstração anual de resistência. Mas a resistência da alegria”, explica.

Carnaval é política, e não à toa a Manu escolheu usar seu manifesto #Freethenipples. Numa cidade que é tão liberal para alguns temas, mas incrivelmente trata o topless como tabu. “Eu tenho uma relação de orgulho e liberdade com o meu corpo, e acho que o corpo é a nossa grande presença e expressão. A mulher não deveria ter vergonha do próprio corpo, principalmente nu. Mais que mostrar pro mundo, coisa que ninguém é obrigada, a gente tem dificuldade de mostrar pra nós mesmas. Mesmo sozinhas em casa, muitas mulheres não se sentem confortáveis de se olhar no espelho peladas, ficarem com o próprio corpo. A gente deveria se amar mais, se orgulhar mais de cada detalhe. Reconhecer o próprio corpo é uma revolução pra isso”, diz a Manu. Em seu perfil no instagram, ela usa a hashtag #manudes pra falar sobre isso. “Começou como uma brincadeira, mas hoje é bem importante pra mim”, conta.

As tattoos estão à venda no site da Le Petit e também na nossa loja. As cartelas estão ao mesmo preço dos últimos dois anos: R$ 29 cada, ou R$ 52 as duas juntas. A propósito: as coleções de 2016 e 2017 também estão disponíveis!

Comentários