Ir para conteúdo

Corpo Estranho

Fotos: Wendy Andrade
|
Texto: RIOetc

@theusinha

Nesse post fizemos um spoiler de quem apareceria nesta semana aqui no site. E voilá: em tons de vermelho – nessa foto mais do que linda do nosso Wendy Andrade – conheça Matheusa (ou theusa), irmã da Gabe. Também de Rio Bonito, Theusa veio estudar Artes Visuais na UERJ.

Corpo Estranho é um processo de performance que eu tenho desenvolvido e começou a acontecer em 2015, quando eu cheguei ao Rio de Janeiro. Percebi que meu corpo não era deste espaço e que as pessoas notavam isso: a minha ‘bichice’, a forma que eu me porto. Comecei a me descobrir, enquanto pessoa negra e bicha preta. Dessa forma, pude aumentar meu leque de referências. A minha produção de arte é um registro da minha existência e sobrevivência na cidade do Rio de Janeiro, da minha sobrevivência a olhares, ao mercado, a ser uma pessoa que usufrui dos bens públicos. A minha pesquisa em arte tem uma potência política”, conta. Se quiser ler mais sobre esse trabalho clica aqui. E se quiser ver suas opiniões sobre a UERJ, a Theusa deu essa entrevista.

Comentários