Ir para conteúdo

Carnaval é poesia

Fotos: Wendy Andrade
|
Texto: RIOetc

@sarah.le

A Sarah é jornalista, carnavalesca e mais uma personagem que apresentamos por aqui usando nossas tattoos temporárias com a Le Petit Pirate. Além de trabalhar com marketing de conteúdo e projetos, a Sarah toca percussão e é “desorganizadora” do Boitolo (#saudades!). “Eu gosto de carnaval porque gosto de gente e de ressignificar a rua, esse espaço do encontro com o diferente, onde você se conecta com as pessoas pela via do afeto e não pela via do mercado. Por isso, quanto mais precário e desgourmetizado ele for, melhor. O Carnaval várzea, Carnaval pé no chão, dos vizinhos do bairro, do improvisado, espontâneo. É o ritual que nos ensina que, se nos abrirmos ao universo do outro, entendemos que há mais coisas que nos unem do que nos separa. E ocupar a rua é um ato de resistência, de dizer que a cidade é nossa, é do negro, do pobre, das religiões afro-brasileiras, da cultura popular, do suburbano, do gay, da mulher, do velho, da arte, da troca, do afeto.”

A escolha das tattoos foi poesia purinha! “Curti a ‘o melhor lugar do mundo é aqui’, me lembra um trecho de um poeta que amo, Manoel de Barros, ‘meu quintal é maior do que o mundo’ e outra do Pessoa ‘o Tejo é maior do que o rio que corre na minha aldeia, mas o Tejo não é maior do que o rio que corre na minha aldeia, porque o Tejo não é o rio que corre na minha aldeia’.” Essa e todas as outras tattoos você encontra no site da Le Petit Pirate ou aqui na nossa loja!

 

 

Comentários