Ir para conteúdo

Amor líquido

Fotos: Wendy Andrade
|
Texto: RIOetc

@palomascarvalho

Depois de tocar surdo durante toda a manhã no Bloco Virtual, encontramos com a Paloma Sá no Bloco Moita – entre a Central do Brasil e o Pier Mauá. Linda e sorridente, a fantasia que ela veste é uma criação da própria. Intitulada de “amor líquido” – nome que a Paloma mesma deu – é inspirada em Bauman, sociólogo e filósofo que escreveu sobre o conceito de modernidade líquida. Tá pra nascer fantasia mais criativa, hein!

Comentários