Ir para conteúdo

Muito prazer, Artur Porto

Fotos: Bel Corçao
|
Texto: RIOetc

O bairro de Higienópolis, em São Paulo, foi o primeiro da cidade a receber saneamento básico. Por coincidência- ou seria obra do destino?-, quando o Artur se mudou para lá, lotou o apartamento com dezenas de metros de canos de esgoto em volta da cama para produzir os banquinhos batizados em homenagem ao seu primeiro lar na selva de pedra brasileira.

Segundo o designer, formado pela PUC-Rio, a escolha dos materiais aconteceu de maneira inusitada: “Um amigo meu de São Paulo estava se mudando pra uma casa super legal, grande, mas ele não tinha nenhuma cadeira pra levar e pouco dinheiro pra gastar. Eu disse pra ele que ia fazer uns banquinhos bem baratos e fáceis de produzir, pra dar de presente pra casa. Três dias depois o primeiro protótipo já tava pronto, e o pessoal viu foto e começou a encomendar e eu a produzir mais e a história vem dando certo. Isso começou em março, mas ainda não dei nenhum pra casa do Victor, coitado…”

A ideia do Banquinho Higienópolis é combinar o material pré-fabricado com o processo artesanal. Sai da indústria e é acabado artesanalmente, para ganhar forma e vida nas mãos de um “ser pensante”, como diz o Artur. É uma ordem invertida de produção, uma brincadeira: “A gente está mais acostumado à ideia de que quem bota a mão na massa está abastecendo a indústria, que depois vai cuspir o objeto pronto direto pro consumo. Eu prefiro que a indústria me abasteça com um material pobre e inacabado, que eu posso transformar do jeito que quiser e atribuir valor e personalidade com as próprias mãos”, explica o artista.

Na Galer(i)a que montamos para receber novas marcas expositoras em homenagem ao dia das mães, o Artur foi literalmente peça fundamental na montagem do espaço. Além dos bancos, ele pôde experimentar os canos em araras, mesa, expositores, cabides, e agora tem uma linha que pode crescer sem limites. A gente não perde por esperar!

Para acompanhar o trabalho do Artur, é só ficar ligado no @artur__porto

 

Comentários