Ir para conteúdo

Setentista

Rio de Janeiro, 27|03|15

Stephanie Sartori, super insider, agora conta com um novo projeto: a Société Anonyme, marca inspirada nos anos 70.

Apostando nos macacões (se liga no que ela está usando!) e vestidos ultra femininos, a S.A. (como também é conhecida) conta com toda a alma e estilo sem inibição dos bons e velhos tempos setentistas, tudo produzido seguindo sua intuição criativa, sem seguir o calendário frenético da coleções da moda e com tecidos que ela já tinha em casa, arrematados por aí em suas viagens

E, para quem quiser conferir de pertinho as peças da coleção, tem evento (e sua despedida antes de ir para terras californianas) nesse domingo!

Corre que as peças são limitadíssimas!

Fotos: Juliana Rocha

 

Em boa companhia

Rio de Janeiro, 27|03|15

“O que você faz?”

“Sou mãe.”

Nascida em Curitiba e carioca há 2 meses, Cris Thainy contou os programas que curte fazer pela Cidade Maravilhosa, sempre bem acompanhada de sua filha:

- Praia;

- Parque Lage;

- Restaurante Estação do Largo do Machado.

Fotos: Bruno Machado

Os 10 grafiteiros mais populares do #StreetArtRio

Rio de Janeiro, 27|03|15

[Bruna Velon]

Registrar, taguear, identificar e compartilhar. Em segundos você pode globalizar o muro da sua esquina. O boom da arte urbana nos últimos anos vem de uma revolução em apenas oito letras: internet. Por isso, neste 27 de março, Dia Nacional do Grafite, não fomos às ruas, ficamos de olho na web e das ávidas câmeras dos celulares e das redes sociais, ondetags, bombs, stencils, murais, etc são eternizados mesmo que sejam apagados em questões de minutos. A autoridade no assunto, o “catálogo vivo e diário das ruas”, é o #StreetArtRio. O site colaborativo tem mais 10 mil imagens registradas através das hashtags, que geram galerias e mapas, identificando artistas e localizando artes. O desafio lançado era: ¨quais são os artistas mais “tagueados” do Rio?¨

“A ideia do site nunca foi fazer um ranking, estes dados são somente quantitativos. Queremos registrar a streetart no Rio, divulgar os trabalhos e estreitar a relação entre o artista e a cidade. A rua está viva, a cidade é um organismo em transformação constante com muitas vozes. Acreditamos que a arte urbana é uma das vozes da sociedade. Manter um registro constante dela é preservar a história da cidade”, define Rafo Castro, criador da plataforma junto com Marcelo Alves, Joana Palhares e Miguel Athayde.

1. Marcelo Ment – 320 imagens
Onde? Zona Sul- Humaitá, Botafogo, Gávea Ipanema, mas também presente na Zona Norte e centro

2. Marcelo Eco – 270 imagens
Onde? Zona Norte – Tijuca, além de Catete, Botafogo, Copacabana e Centro

3. Toz- 220  imagens
Onde? Zona Sul – Ipanema, Gávea, Jardim Botânico e painéis no Centro e Gamboa.

4. Rafo Castro – 200 imagens
Onde? Zona Norte – Tijuca

5. Idol No Project – 190  imagens
Onde? Zona Sul – Ipanema, Gávea e Jardim Botânico.

6. Src- 160 imagens
Onde? Zona Norte e Centro

7. Life KVK- 130 imagens
Onde? Zona Norte

8. Nobã&Poder – 130 imagens tagueadas
Onde? Zona Norte

9. AnarkiaBoladona-  100 imagens
Onde? Zona Sul e Centro

10.Cast- 100 imagens
Onde? Zona Norte – Tijuca

Para colaborar com o mapeamento da arte urbana no Rio, é só marcar #StreetArtRio no seu post – lembrando que só vale para registros feitos aqui. Se estiver Brasil ou mundo afora, o #instagrafite compartilha imagens de tudo quanto é canto. E, claro, marca a gente também: #galeriaurbana #rioetc.

Agenda_Galeria Urbana

- Ment, o maistagueado no #StreetArtRio, está em cartaz na Galeria Homegrown com a exposição Coragem. Até 11 de abril. Visitação de segunda a sexta das 10h às 20h, sábado das 12h às 18h.Rua Maria Quitéria, 68 – Ipanema.

- O grafiteiro Tito inaugura o maiorquadrinho de rua do mundo, com 400m², que ocupou a empena lateral do Hospital do Câncer II, na Zona Portuária.

- Happy-hour no Esquina 111, em Ipanema, com lançamento da Coleção Grafite, da Cicero, com cadernetas assinadas pelos artistas Alex Senna (SP), Bicicleta Sem Freio (GO), Marcelo Eco (RJ), Marcelo Ment (RJ), Rafael Uzai (RJ), Rafael Sliks (SP) e Rodrigo Branco (SP). Começa às 18h.

Na nossa Galeria, os grafites do Ment e o próprio, junto as suas artes. Só clicar na setinha pra dar uma espiadinha.

Fotos: Bruno Machado